Meu perfil
BRASIL, Nordeste, NATAL, Mulher
MSN - adeliadanielli@hotmail.com




Hist?rico:

- 01/12/2008 a 31/12/2008
- 01/11/2008 a 30/11/2008
- 01/10/2008 a 31/10/2008
- 01/09/2008 a 30/09/2008
- 01/08/2008 a 31/08/2008
- 01/06/2008 a 30/06/2008
- 01/04/2008 a 30/04/2008
- 01/03/2008 a 31/03/2008
- 01/02/2008 a 29/02/2008
- 01/01/2008 a 31/01/2008
- 01/12/2007 a 31/12/2007
- 01/11/2007 a 30/11/2007
- 01/10/2007 a 31/10/2007
- 01/09/2007 a 30/09/2007
- 01/08/2007 a 31/08/2007
- 01/07/2007 a 31/07/2007
- 01/06/2007 a 30/06/2007
- 01/05/2007 a 31/05/2007
- 01/04/2007 a 30/04/2007
- 01/03/2007 a 31/03/2007
- 01/12/2006 a 31/12/2006
- 01/10/2006 a 31/10/2006
- 01/08/2006 a 31/08/2006
- 01/06/2006 a 30/06/2006
- 01/05/2006 a 31/05/2006
- 01/04/2006 a 30/04/2006
- 01/01/2006 a 31/01/2006
- 01/11/2005 a 30/11/2005
- 01/10/2005 a 31/10/2005
- 01/09/2005 a 30/09/2005
- 01/08/2005 a 31/08/2005
- 01/06/2005 a 30/06/2005



Outros sites:

- Rango na Madrugada
- Substantivo Plural
- Mulher na Janela
- Girassol Noturno
- Nome do Poema
- Efemeramente Denise
- Tabernáculo
- Renato melo
- kaefe
- Simona Talma
- Bossa Velha
- Parte de Mim
- Renato (imagens)
- Silêncio da Boca
- Versos Delírios
- Lavra alma
- O Carapuceiro
- Chacal
- eraOdito
- Contos Interditos
- Balaio Porreta
- Paraíso Perdido
- Acontecimentos - Antônio Cícero
- Antônio Prata
- O que mais ninguém vê
- Potiguarando
- Vagabunda poesia
- Grupo Casarão de Poesia
- Cefas Carvalho
- Pablo Capistrano
- Helder Macedo
- TodosOsDiscosQueOuvi
- Casa das Musas
- Blog de 7 cabeças
- Traversuras
- E o que é poesia?
- Os Poetas Elétricos
- Menina Gauche
- Luiz Alberto Machado
- Meio Amargo



Indique esse Blog


Código html:
Cristiny On Line



Crise pós blog novo (vontade de escrever – cap 1 e 2 ).

 

Capítulo 1

 

Que vontade de escrever! Agora que tive uma folguinha entre provas e seminários e inúmeros textos pra ler, eu resolvi escrever algo pra postar aqui, afinal fica meio paradoxal um blog que se chama; “Compulsão por Escrever” e não se posta nada, não é?

Mas o que escrever? Eis a questão! Bem, pensei em postar algum texto do blog antigo, pra postar por postar sabe? Mas não é a mesma coisa, eu quero mesmo escrever, e além do mais, não há nada que esteja lá escrito que tenha algo a ver com minha realidade hoje, e o passado, passou (Foi nada! hauahuahuahaua) ... Então voltemos ao ponto inicial... Escrever o que?

Fico tentando pensar em algo que seja legal pra ser escrito, pra ser contado, compartilhado, mas sei lá... nada acontece, nada digno de nota ou que seja relevante o suficiente para escrever aqui ( apesar de saber que relevância nada tem a  ver com meus textos e blogs e tals) Nossa, fico lembrando quando postava todo dia, como as palavras fluíam e como eu sabia sempre exatamente o que escrever, mesmo que entre um post e outro absolutamente nada tivesse acontecido em minha vida, e eu não tivesse levantado mais do que 5 vezes da cama (contando as duas que fui ao banheiro). Mas o que fazer se o deus Apolo (deus da inspiração) não mais me visita?

Uma vez li uma crônica da Martha Medeiros sobre a agonia de ter que escrever e não saber o que escrever, então ela escreveu sobre isso e acabou com o problema (de não ter o que escrever) acho que também é isso que eu estou fazendo, não é? Mas não era bem isso que eu queria, queria um texto cheio de ação, de emoção, de suor e lágrimas molhado a tela, e tirando toda essa lambança queria algo que tivesse a ver com meu hoje...

 

Capítulo 2

 

Opa, por falar no meu hoje lembrei de uma coisa que tem me deixado muito chateada e tem tudo a ver com essa minha ânsia de escrever. Hoje tive aula de uma disciplina que estou pagando na universidade, a disciplina chama-se: Prática de Leitura e Produção de Texto. Quando vi no currículo e fui fazer minha matrícula pensei: “Eita, agora aprendo a escrever...” Mas foi a partir dessa expectativa que surgiu minha frustração, o semestre está acabando, e nada de leitura e muito menos de produção de texto, só gramática! Odeio gramática! Talvez isso seja perceptível pelos meus erros vez por outra gritantes, mas não tem jeito, não há ser humano que me faça gostar e entender todas aquelas regras nojentas...

Rubem Alves certa vez disse em uma de suas crônicas que recebia de tempos em tempos uma carta de um senhor que era dotado de “dons gramaticais” e que ficava “dando conselhos” e fazendo “críticas sutis” aos textos do Rubem (que também se diz inimigo da gramática). Cara, o que faz alguém perder tempo de sua vida pra escrever pra outro alguém dizendo que ele colocou uma vírgula indevida em tal lugar, ou que talvez em vez de dois pontos fosse melhor usar travessão? Mas o que mais espanta não é isso, é o cara ler Rubem Alves com olhos de burocrata. Mas, como dizia Alberto Caeiro, “Não é preciso ser cego para não ver as montanhas”.

Pois é, e nesse mundo de gramáticos “ferrenhos” que “ferram” com a criatividade dos simples mortais, vou seguindo rumo a minha quase que inevitável reprovação em PLPT.

.

P.S Olha que estranho, a minha inabilidade com as “letras” me ajudou a escrever... Ironias da vida..

 



- Postado por: Delinha ?s 12h43
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Comecei perder minhas canetas...E é assim que tudo começa.

 

Primeiro as canetas depois a cabeça...ou seria o contrário...(?)

Não sei , sei que quanto as canetas isso muito me aborrece.

Perdi as canetas, não forrei a cama, nem estudei para a prova...

Diagnóstico preciso: “Há algo de podre no reino do meu mundinho”.

Quando tudo está uma zona, quando a vida está bagunçada e o cotidiano toma proporções de desajustes altíssimos as canetas são as primeiras a desaparecerem...

Sem canetas, sem rumo!Tudo em desordem, não “acho” nada, me estresso.Não sei de nada, me estresso. E se uma gota cair da caneca e molhar o chão, está tudo acabado! Qualquer bobagem basta para o descontrole.

Minha vida está como meu quarto; bagunçado, Minha cabeça como as canetas; perdidas.Meus sentimentos como a gota; no chão.

Quero a ordem com urgência, e nada de democracia por favor, eu apoio mesmo a ditadura como controle para meu caos...

Ah, o caos...



- Postado por: Delinha ?s 10h35
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Bem ...

Estou feliz por voltar a ter meu blog, tenho muitas saudades de escrever, escrevendo cresci, encontrei conhecimento sobre mim e sobre o mundo... encontrei também pessoas interessantíssimas, realmente especiais ... como minha irmã Déa.  Então vou começar como comecei o outro ...

Escrever é para mim um ato tão necessário quanto respirar, por isso sinto-me meio sufocada quando nada sai da caneta ou do teclado...Esse espaço aqui será uma válvula, um cano de escape para meus dedos aflitos...

 



- Postado por: Delinha ?s 14h22
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________




Amiga

Através de suas belas palavras minha atenção foi despertada. Foi por meio delas que começou a surgir o primeiro ingrediente da nossa linda amizade: a admiração.

Hoje te admiro por muitos outros motivos. Sei que além de inteligente é sábia, amiga, companheira, carinhosa... é minha amiga.

Sinto falta de suas palavras em um site, você sabe o quanto é talentosa.

Aqui está o seu espaço. Seja bem vinda!!!

Te amo muito.

Déa



- Postado por: Delinha ?s 12h34
[ ] [ envie esta mensagem ]

___________________________________________________